Quaternaire Portugal

Apresentação pública de estudo

Apresentação pública de estudo

O Centro Histórico de Lisboa vive tempos conturbados, com profundas transformações no seu tecido económico, urbano e social que, todos os dias, nos são dadas a conhecer através da comunicação social ou de testemunho pessoal.

A reação às dinâmicas em curso é, na maior parte das vezes, mais emocional e ideológica do que racional, oscilando entre os discursos extremos da revolta contra a gentrificação e massificação turística e o do apoio incondicional à primazia do investimento e rendimento económico.

De uma forma socialmente responsável, as instituições mais próximas do território em causa - as Juntas de Freguesia da Misericórdia, Santa Maria Maior e São Vicente - decidiram analisar de forma mais objetiva o que se está realmente a passar e que futuro pode esperar-se. Nesse sentido, promoveram um estudo de diagnóstico e prospetiva sobre o centro histórico: "Estudo sobre Novas Dinâmicas Residenciais, Económicas e Urbanísticas no Centro Histórico de Lisboa". O estudo foi elaborado pela Quaternaire Portugal.

Essa reflexão pretende encontrar caminhos sustentáveis, que garantam que o crescimento económico e a reabilitação urbana não signifiquem o sacrifício da identidade e da cultura desta área tão simbólica para a cidade e para o país.

Tais caminhos, como este estudo sugere, passam por um melhor conhecimento e monitorização dos fenómenos, por um planeamento setorial e urbano mais coerente com uma visão de sustentabilidade, pela mudança de algumas políticas públicas (municipais e nacionais), pela responsabilidade social dos agentes políticos e económicos e pelo fortalecimento das condições sociais locais - mais resiliência, mais tolerância, mais vizinhança.

A apresentação pública do estudo aconteceu no sábado, 20 de janeiro, pelas 15h00, no Espaço Santa Catarina (Largo Dr. António de Sousa Macedo, 7D - Misericórdia), em Lisboa, tendo contado com a participação de mais de uma centena de pessoas, representando entidades públicas, privadas e representantes de grupos de interesses locais.

Pode obter o estudo aqui: