Quaternaire Portugal

Estudos e Projectos

Perfis profissionais e Diagnóstico de Necessidades de Formação do Sector das Actividades Artísticas, Culturais e do Espectáculo

Área

Emprego, Competências e Form. Profissional

Cliente

IQF - Instituto para a Qualidade na Formação

Serviço

Engenharia da Formação

Ano

2005

A natureza dos bens e actividades culturais alargou-se extraordinariamente sobretudo a partir do início do século vinte com os fenómenos de industrialização que também ocorreram no sector, fazendo emergir ao lado de uma cultura popular de raiz tradicional e de uma cultura erudita e cultivada, uma cultura industrial e de massas, predominantemente de natureza popular (edição discográfica, concertos de música rock) e, em alguns casos, de raiz erudita (mega-exposições dedicadas a artistas de renome mundial). Acompanhando fenómenos e tendências que se verificam na Europa e no resto do mundo, também no nosso país se tem registado nos últimos anos um desenvolvimento significativo do sector cultural e com ele um aumento substancial do número de pessoas que se dedicam profissionalmente a este domínio de actividade. Para além de um meio de valorização pessoal e social, a cultura é hoje factor de criação de emprego, quer directo (nas micro-empresas de artes e ofícios tradicionais, nas indústrias culturais, nas organizações de produção e animação cultural nas áreas das artes e do património), quer indirecto (em actividades e serviços associados ao desenvolvimento turístico, em actividades de suporte à actividade cultural, nomeadamente empresas gráficas, de comunicação e marketing). Este estudo prospectivo, de iniciativa do IQF (similar aos que foram lançados para outros sectores de actividade), visa desenvolver um sistema de caracterização dos perfis profissionais e a identificação das necessidades formativas do sector. Caracterizar as organizações e as profissões, de natureza estritamente artística ligadas à criação e interpretação, de natureza técnico-artística ligadas aos materiais e aos equipamentos, ou de actividades de mediação entre a oferta e a procura cultural, é um exercício complexo, já que a diversidade, singularidade, complexidade, pluralidade são palavras-chave quando nos referimos aos sector cultural e artístico, em que cada obra é singular, e quando as artes do espectáculo exigem respostas diferentes das indústrias culturais e as artes contemporâneas exigem soluções distintas das clássicas ou tradicionais.

Equipa